Posts

Site promove concurso global com o tema moda sustentável

O site Jak&Jil promove concurso global com o tema “moda sustentável”:  O Sustainable Fashion Awards (SFA). A iniciativa tem por objetivo reconhecer e premiar talentos de profissionais consolidados e iniciantes (designers, estilistas), além de premiar marcas de moda, que sejam engajadas em projetos e na busca por métodos mais éticos e sustentáveis de produção, apoiando-se em conceitos como: durabilidade dos produtos, reciclagem de materiais, estímulo do comércio local, preservação do meio ambiente.

PREMIAÇÃO

Um júri foi formado por voluntários de diferentes partes do mundo está pronto para avaliar os projetos enviados. O projeto de moda sustentável mais bem avaliado pelos jurados receberá um prêmio no valor de US$6 mil, sendo que metade desta quantia será doada para uma das ONGs participantes do concurso, conforme a escolha do vencedor. A SOS Amazônia é uma das organizações que apoia e promove essa iniciativa por uma moda mais sustentável.

O site Jak&Jil está presente em 10 países: Brasil, Colômbia, EUA, Alemanha, Inglaterra, Suécia, Polônia, França, Itália e Índia. Isso significa que o seu projeto atingirá uma audiência global!

As inscrições vão até o dia 31 de outubro. Inscreva- se agora (aqui)!

Conecte-se.

Conecte-se com a Amazônia! Apoie o projeto Faça Florescer. 

É de uma grandeza extraordinária o quanto a Amazônia faz diferença na vida das pessoas, tanto para quem vive nela quanto para quem mora em outras regiões. Um dos exemplos é que “a floresta amazônica bombeia um imenso fluxo de água pelos ares, chamado de rios voadores. Essa umidade enviada para a atmosfera se transforma em chuva, beneficiando outras regiões do Brasil”.

Para retribuir a Amazônia uma pequena parcela dos benefícios que recebemos dela, a SOS Amazônia lançou um desafio às pessoas que querem se unir pela preservação da Amazônia: Reflorestar áreas de nascentes, restabelecendo importantes corredores de biodiversidade, por meio do projeto Faça Florescer.

O Faça Florescer se propõe a construir e manter um viveiro de mudas, por meio de ajuda coletiva, para a restauração florestal de nascentes. Uma ótima oportunidade para gerar conteúdo que motiva a reflexão sobre os problemas na Amazônia.

Cada contribuição voluntária é muito importante para que esse objetivo seja alcançado. Junte-se a nós, doe qualquer valor e torne pública a sua doação, a partir do uso da hashtag #VemReflorestar, #FaçaFlorescer e #sosamazônia nas redes sociais.

Colabore aqui e faça florescer um mundo melhor! 

ONU abre concurso de vídeos para jovens que lutam contra as mudanças climáticas

Jovens engajados em iniciativas para combater as mudanças climáticas estão convidados a participar de uma competição de vídeos promovida pelo Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD) e pela Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC).

O vencedor receberá como prêmio uma viagem de ida e volta para participar da 23ª Conferência do Clima da ONU, evento que acontecerá em Bonn (Alemanha), de 6 a 17 de novembro de 2017.

Para concorrer, os jovens deverão enviar um vídeo sobre um projeto que eles próprios criaram em um das duas áreas temáticas abordadas pela competição — “Cidades resilientes e respeitadoras do clima” ou “Oceanos e mudança global do clima”.

Além de participar da conferência, o premiado terá também a oportunidade de atuar como jovem repórter, auxiliando a equipe de redação das Nações Unidas com vídeos, artigos e publicações em redes sociais.

Como participar?

Para participar da competição, basta ter entre 18 e 30 anos de idade e fazer um vídeo envolvente de no máximo três minutos de duração, usando qualquer tipo de câmera. O vídeo deve ser enviado por meio do site tvebiomovies — acesse clicando aqui — e deve mostrar uma iniciativa criada pelo participante sobre uma das duas categorias temáticas: “Cidades resilientes e respeitadoras do clima” ou “Oceanos e mudança global do clima”.

Construir cidades e comunidades sustentáveis é um dos principais caminhos para a redução das emissões de gases do efeito estufa e para a adaptação aos impactos inevitáveis das mudanças do clima. Dentro dessa categoria, os vídeos devem mostrar iniciativas sobre um dos temas abaixo:

  • A implementação de ideias/soluções que levem em conta as questões climáticas sobre como promover a sustentabilidade em comunidades/áreas urbanas, incluindo ações sobre energia limpa, transporte limpo, hortas comunitárias, reciclagem e redução de resíduos e outros projetos para reduzir emissões;
  • A construção de resiliência a impactos climáticos, como ondas de calor e inundações, por meio do plantio de árvores por exemplo, aumentando os espaços verdes e criando barreiras às inundações;
  • Ações para aumentar a conscientização pública e advogar por mudanças no nível político no que tange à necessidade de redução das emissões de gases do efeito estufa e de construção de resiliência.
  • A segunda temática — “Oceanos e mudança global do clima” — chama atenção para as consequências do aquecimento global para os oceanos. Atualmente, os mares correspondem a 97% de toda a água do planeta. Eles geram emprego para 200 milhões de pessoas e são fonte primária de proteína para 3 bilhões de seres humanos. A degradação dos ecossistemas marinhos representa, portanto, uma séria ameaça a comunidades e a países inteiros.Os oceanos absorvem grande parte do aumento da temperatura e 30% do dióxido de carbono produzido por humanos, o que está contribuindo para níveis mais elevados de acidez e de volume, ameaçando muitas comunidades costeiras. Dentro dessa categoria, os vídeos devem mostrar projetos ou ações sobre um dos temas abaixo:
  • A restauração de regiões pantanosas e de manguezais que atuem como proteção contra tsunamis e intrusão de água salgada;
  • A construção de diques e outros mecanismos de defesa contra o aumento do nível do mar;
  • O aumento do conhecimento científico para melhorar a qualidade dos oceanos;
  • Atividades que aumentem a conscientização pública sobre a necessidade de construir resiliência no que tange aos oceanos e às formas de reduzir emissões de CO2, para que os mares fiquem mais protegidos.

O prazo para participar da Global Youth Video Competition 2017 vai até 18 de agosto. Participe!