Boas práticas para coleta e beneficiamento de murmuru

SOS Amazônia publica cartilha sobre coleta e beneficiamento de murmuru.

As cadeias de valor de espécies oleaginosas, como murmuru, buriti, cocão, açaí, patauá, breu, cumaru, tucumã, dentre outras, são operadas por comunidades rurais em vários lugares da Amazônia. São muitos os problemas a serem enfrentados em cada elo das cadeias, necessitando de forte apoio para a superação desses desafios. O objetivo deste material foi relatar as etapas de produção da cadeia do murmuru e como isso se insere no contexto de conservação florestal. [Projeto Valores da Amazônia/Fundo Amazônia]

Acesse aqui!

Portfólio Produtos Florestais não madeireiros

Catálogo de produtos das Cadeias de Valor da Borracha Nativa, Óleos Vegetais e Cacau Silvestre,  destinado a pesquisa de mercados nacionais e internacionais. Investimento do projeto Valores da Amazônia. Acesse!

PROJETO VALORES DA AMAZÔNIA

O projeto Valores da Amazônia foi selecionado no âmbito da Chamada Pública de Projetos Produtivos Sustentáveis do Fundo Amazônia/BNDES para Estruturação, Fortalecimento e Integração das cadeias de valor de produtos florestais não madeireiros nos estados do Acre e Amazonas.

Objetivo: Disseminar e apoiar iniciativas empreendedoras em nove instituições aglutinadas, com foco na geração de trabalho e renda, e no desenvolvimento sustentável da região.

Cadeias de valor apoaidas: Cacau Silvestre, Borracha (Cernambi Virgem Prensado – CVP e Folha de Defumação Líquida – FDL) e Óleos Vegetais (Buriti, Murmuru, Cocão, Andiroba).

Abrangência:

 Acre: Cruzeiro do Sul, Tarauacá e Porto Walter. Amazonas: Boca do Acre, Pauini, Lábrea e Silves

Cartilha Cacau Nativo da Amazônia

A cartilha “Cacau Nativo da Amazônia: Boas práticas de produção recomendadas para o Vale do Juruá no Acre”, é uma publicação realizada pelo projeto Valores da Amazônia.

Com informações sobre o uso econômico, etapas de manejo, e o beneficiamento da cadeia do cacau nativo, a publicação tem por objetivo destacar as boas práticas da produção deste produto que são realizadas como uma das atividades do projeto.

O Valores da Amazônia é idealizado pela SOS Amazônia e executado com apoio financeiro do Fundo Amazônia, por meio do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e tem como propósito a conservação de florestas, por meio do fortalecimento das cadeias de valor de produtos da sociobiodiversidade amazônica.

Com foco em comunidades organizadas em cooperativas e associações de produtores agroextrativistas em dois estados da Amazônia, Acre e Amazonas, os alvos dessa iniciativa são as cadeias de óleos vegetais, borracha (tipo CVP e FDL) e cacau nativo.

O cacau nativo do Juruá, fruto apresentado nesta cartilha, foi acrescentado a cooperativa parceira ao projeto Valores, Coopercintra, e desde então vem servindo como uma perspectiva de renda para os produtores daquela região.

Acesse o material completo e fique por dentro desta realidade que tem mudado vidas no Vale do Juruá.


Pagina do Projeto Valores da Amazônia

Cartilha Sistemas Agroflorestais

Os Sistemas Agroflorestais (SAFs) se configuram como uma oportunidade atrativa para restauração florestal, diversificação da produção e transformação de ambientes que antes eram degradados. A SOS Amazônia acredita que os SAFs são uma das formas de enriquecer as áreas com as espécies que são exploradas economicamente pelas comunidades.

Nesse sentido, esta publicação que é uma iniciativa da SOS Amazônia por meio do Projeto Valores da Amazônia, tem como objetivo auxiliar as comunidades rurais no planejamento da implantação de Sistemas Agroflorestais – um guia de implantação de SAFs na Amazônia, com forte abordagem da realidade local do estado do Acre.

Esperamos que este material seja muito útil para quem tenha interesse em utilizar a natureza de forma mais responsável, vivendo em harmonia com o ambiente. Acompanhe  a Cartilha sobre SAFs.