Seminário avalia o primeiro ano do projeto Valores da Amazônia

Ícone de relógio out 27, 2016

Por Marcio Souza.

Com o objetivo de avaliar os principais avanços e desafios no contexto da produção extrativista para três cadeias de valor (cacau, borracha e óleos vegetais) nos estados do Acre e Amazonas, a SOS Amazônia, com apoio financeiro do Fundo Amazônia/BNDES, promoveu entre os dias 25 e 27 de outubro, no Hotel Gran Lumni, em Rio Branco, o segundo Seminário do projeto Valores da Amazônia.

O evento contou não só com a participação das nove cooperativas apoiadas, mas também com empreendedores que utilizam sustentavelmente os recursos da floresta em seus produtos.

Álisson Maranho, coordenador geral do Valores da Amazônia, falou da importância da iniciativa para o avanço das atividades do projeto. “O Seminário além de possibilitar a busca por alternativas que diminuam as inúmeras dificuldades existentes no ambiente amazônico, como por exemplo, a logística complicada da região, é uma forma de avaliar tudo o que foi feito durante esse primeiro ano com relação ao cooperativismo, a qualidade dos produtos e também na gestão dessas associações e cooperativas”, diz.

Um dos palestrantes do seminário foi Sérgio Lopes, fundador do projeto de Reflorestamento Econômico Consorciado Adensado – Reca, localizado em Rondônia. Durante sua participação, Sérgio lembrou um ponto crucial para o sucesso do Reca: “Se a gente não construir uma rede de solidariedade, não avançamos. Pois são as pessoas que fazem a nossa “fama”.  A hospitalidade e a fraternidade é o que garante nosso sucesso para dentro e para fora”.

A Amazônia sofre, constantemente, com a ação irresponsável do homem, que desmata, polui e degrada a maior biodiversidade do planeta. Na visão do secretário geral da SOS Amazônia, Miguel Scarcello, as boas práticas no cultivo e na produção do cacau, borracha e óleos vegetais são alternativas para diminuir essa pressão junto a floresta.

“Nossa intenção é fortalecer as comunidades tradicionais, que trabalham com os produtos não madeireiros, para que os negócios evoluam, cresçam, e se tornem um ganho para as famílias. Porém, sempre com o foco de manter a floresta em pé, ou seja, utilizando os recursos de maneira sustentável”, destaca.

O que pensam os beneficiados.

Ao todo, o projeto Valores da Amazônia apoia nove organizações extrativistas. Destas, sete estão localizadas no estado do Acre e duas no Amazonas, formando uma cadeia com 2 mil famílias.

“A parceria com o Valores da Amazônia trouxe para a nossa cooperativa uma oportunidade ímpar de desenvolver sustentavelmente nossa produção e melhorar a convivência entre os produtores de borracha por meio do cooperativismo. Sem esse apoio seria difícil poder mostrar nosso potencial”. (Silvana Silva, Cooperativa Agroextrativista de Feijó – Cooperafe).

“O projeto possibilitou maior incentivo para os produtores da cadeia não madeireira do município de Porto Walter. Em nome desses produtores só tenho a agradecer a oportunidade de poder melhorar o nosso produto e trazer uma esperança de dias melhores”. (Valmir de Souza, Cooperativa Agroextrativista de Porto Walter – Coapex).

Empreendimentos sustentáveis

O segundo Seminário do projeto Valores da Amazônia, além de avaliar o que foi feito durante esse primeiro ano é também uma ótima oportunidade de negócios tanto para as cooperativas, quanto para os empreendedores que participam do evento.

A empresária paulistana Luisa Abram, que utiliza cacau silvestre da Cooperativa Agroextrativista do Mapiá e Médio Purus (Cooperar) para produzir seus chocolates, destacou a relevância do evento para o seu empreendimento. “Um seminário como esse é importante para nós porque proporciona a identificação de uma diversidade de áreas possíveis para o cultivo do cacau silvestre. Além disso, com a nossa experiência no ramo, podemos capacitar as demais cooperativas e incentivá-las a trabalhar com esse tipo de produto”.

François Morillion, dono da marca de sapatos Vert Shoes e que usa borracha – FDL da Cooperativa Agroextrativista de Tarauacá (Caet), disse que a iniciativa da SOS Amazônia é fundamental para que o produtor entenda a sua importância. “Pode parecer pouca coisa, mas o seminário é fundamental para que o produtor se sinta assistido, se sinta realmente fazendo parte de um projeto que melhore sua produção, claro, pensando sustentavelmente”, declara.

A designer brasiliense Flávia Amadeu também utiliza a borracha na elaboração de suas joias orgânicas e acessórios. Para ela, valorizar o material que vem da floresta e o trabalho do produtor é essencial para o sucesso de seus produtos.” Já fiz inúmeros projetos e protótipos voltados para peças conceituais e artísticas, mas a joia feita com a borracha se desenvolveu de uma forma bem inovadora. Cuido de todo o processo de produção para que todas as peças saiam mais sustentáveis possível”, acrescenta.

Participantes do segundo Seminário do projeto Valores da Amazônia

Participantes do segundo Seminário do projeto Valores da Amazônia | Foto: Allen Ferraz


O Valores da Amazônia tem o apoio financeiro do Fundo Amazônia/BNDES, onde busca disseminar e apoiar iniciativas empreendedoras em nove instituições aglutinadas, nos estados do Acre e Amazonas, com foco na geração de trabalho e renda, e no desenvolvimento sustentável. Saiba mais

Confira a galeria de fotos do evento.

Segundo Seminário Valores da Amazônia é destaque na imprensa local:

Rede Aldeia

Jornal do Acre – Rede Amazônica

Bom dia Amazônia – Rede Amazônica

Próximos posts

Ícone de folha de árvore Seja Voluntário SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato

Ícone de folha de árvore Associe-se a SOS Amazônia

O seu apoio é fundamental para continuarmos a trabalhar pelo futuro da nossa floresta, rios, animais e da humanidade.
Afilie-se agora!

Ícone de folha de árvore Faça parte da equipe SOS Amazônia

Tem interesse em trabalhar na SOS Amazônia?
Nos envie seu currículo e faça parte da nossa base exclusiva de currículos


Ícone de folha de árvore Seja Parceiro SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato