ATER Agroecologia desperta a valorização da floresta em comunidades do Juruá

Ícone de relógio ago 01, 2016

Foto: Artesanato e sabão produzidos nas comunidades beneficiadas com o projeto de ATER Agroecologia; construção de viveiros; separação da mucuna e acompanhamento dos Quelônios do Juruá.

 

Produzir sem agredir

A Amazônia, maior floresta tropical e onde encontramos também a mais vasta biodiversidade do planeta, cada vez mais sofre com a invasão da pecuária ou até mesmo do agronegócio. Esse progresso, travestido de gado e defensivos agrícolas, conhecido por agrotóxico, vem devastando intensamente a floresta.

De acordo com o Imazon, em junho de 2016, o SAD detectou 972 quilômetros quadrados de desmatamento na Amazônia Legal. Isso representou um aumento de 97% em relação a junho de 2015 quando o desmatamento somou 494 quilômetros quadrados.

Porém, existem projetos como o de Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER Agroecologia – uma parceria entre a SOS Amazônia e o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário – MDSA, que busca alternativas para manter de pé essa riqueza em mais de 40 comunidades espalhadas pelos municípios de Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Porto Walter e Marechal Thaumaturgo.

Alguns exemplos dessas alternativas são: os Roçados Sustentáveis, que consiste no cultivo de leguminosas (mucuna-preta / Stizolobium aterrimum  e puerária /phaseoloides), detentoras de grande potencial na recuperação dos solos improdutivos, deixando de lado processos de cultivo que degradam o ambiente, como a broca, o desmate e o fogo, além de diminuir consideravelmente a mão de obra; a construção de viveiros comunitários e a proteção dos Quelônios do Juruá.

“O principal objetivo é fazer com que essas famílias utilizem os recursos naturais de forma sustentável, ou seja, reflorestando áreas antes degradadas pelo uso do desmatamento e do fogo. Que passem, acima de tudo, a valorizar a floresta”, destaca Maria Gleiciane Cruz, executiva ambiental da SOS Amazônia.


Iniciado em 2014, o projeto  de ATER Agroecologia trabalha a produção agroecológica e orgânica em Unidades de Produção Familiar – UPF com objetivo de melhorar a produção rural dessas comunidades, de olho no uso sustentável dos recursos naturais, ambientais, sociais e econômico.

 

 

 

 

 

 

 

Próximos posts

Ícone de folha de árvore Seja Voluntário SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato

Ícone de folha de árvore Associe-se a SOS Amazônia

O seu apoio é fundamental para continuarmos a trabalhar pelo futuro da nossa floresta, rios, animais e da humanidade.
Afilie-se agora!

Ícone de folha de árvore Faça parte da equipe SOS Amazônia

Tem interesse em trabalhar na SOS Amazônia?
Nos envie seu currículo e faça parte da nossa base exclusiva de currículos


Ícone de folha de árvore Seja Parceiro SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato