Comunitários da Resex Chico Mendes são capacitados para estudar a dinâmica da floresta

Ícone de relógio jul 25, 2016

Entender a floresta para conservar

Equipe técnica da SOS Amazônia e professores da Universidade Federal do Acre – Ufac, que desenvolvem o projeto de Capacitação para o Monitoramento Participativo de Florestas em Mudanças em Áreas de uso Sustentável no Sudoeste da Amazônia Brasileira, promoveram nos dias 23 e 24 de julho, no Parque Zoobotânico da Ufac, oficina para aplicação do Protocolo da Rede Amazônica de Inventários Florestais – Rainfor. Essa foi a quarta capacitação realizada pelo projeto.

A iniciativa tem por objetivos capacitar comunitários que moram na Reserva Extrativista Chico Mendes a estabelecer parcelas permanentes na floresta; aumentar o entendimento sobre a biodiversidade florestal e o estoque de carbono no sudoeste Amazônico; e ampliar a capacidade de comunidades extrativistas em usar esse conhecimento para realizar o manejo sustentável de suas áreas.

Para a professora de engenharia florestal da Ufac e coordenadora do projeto, Sabina Cerruto, a proposta de capacitação para monitoramento participativo de florestas é fundamental para entender como está ocorrendo a modificação das florestas em termos de biodiversidade e estoque de carbono. Ela destaca que treinar os comunitários para ajudar entender essa dinâmica florestal é um grande passo para o avanço do conhecimento sobre o que está se passando em áreas de uso sustentável no sudoeste da Amazônia brasileira.

E para frear mudanças severas na floresta, segundo ela, é uma questão de a sociedade mudar seu estilo de vida, passando a priorizar o uso sustentável dos recursos naturais.

Cientistas da floresta

Participantes aprendendo sobre aplicação de parcelas permanentes no Parque Zoobotânico - Ufac

Participantes aprendendo sobre aplicação de parcelas permanentes no Parque Zoobotânico – Ufac

Sete comunitários participaram da capacitação. A professora de ensino fundamental Fabiane Cruz dos Santos, moradora da comunidade Divisão, no município de Assis Brasil, faz parte dessa iniciativa e está muito animada em contribuir cientificamente para a saúde da floresta.

É de muita importância desenvolver esse trabalho e apresentar para os nossos alunos para que eles percebam melhor o lugar onde eles moram. Estou me dedicando bastante, eu gosto de estar na floresta, de olhar as árvores, a diversidade que temos. Uma coisa é você crescer dentro da floresta, olhar e não dá muita importância para ela. Outra coisa é perceber que quando você estuda a floresta você passa a ter um olhar diferente sobre a natureza. Com os ensinamentos, estou valorizando cada vez mais o lugar onde vivo e que precisamos repassar o conhecimento para outras pessoas”, disse Fabiane.

Parcela PEER1

Parcela (100 x 100m) e subparcelas (20 x 20m)

Inicialmente, o projeto vai estabelecer duas parcelas permanentes dentro da área da Reserva Extrativista Chico Mendes.

Participaram também da oficina os professores do PPG em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais, Fernando Augusto Schmidt (Ecologia) e Foster Brown (Parque Zoobotânico), e os técnicos da SOS Amazônia, Fiama Lima (articuladora comunitária) e Richarlly Costa (assistente de pesquisa).

Essa iniciativa foi submetida e aprovada em um edital promovido pela U.S. National Academy of Sciences (NAS) em parceria com a United States Agency for International Development (USAID).

Veja galeria de imagens no Flickr


Mais sobre o projeto

O projeto Capacitação para o monitoramento participativo de florestas em mudanças em áreas de uso sustentável no sudoeste da Amazônia Brasileira’ é resultante de uma parceria entre os professores do PPG em Ecologia e Manejo de Recursos Naturais, Sabina Cerruto Ribeiro (coordenadora do projeto / Engenharia Florestal), Fernando Augusto Schmidt (Ecologia) e Foster Brown (Parque Zoobotânico), com o professor Stephen Perz e a pós-doutoranda Galia Selaya da Universidade da Flórida (UF).

Com duração de dois anos, esse projeto conta com a gestão financeira da SOS Amazônia. Grande parte das atividades é desenvolvida na Reserva Extrativista Chico Mendes. A expectativa da equipe é que os resultados do projeto sejam referência para o monitoramento da saúde das florestas no Acre bem como da sua conservação e uso sustentável para o século 21.

Essa iniciativa foi submetida e aprovada em um edital promovido pela U.S. National Academy of Sciences (NAS) em parceria com a United States Agency for International Development (USAID).

Próximos posts

Ícone de folha de árvore Seja Voluntário SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato

Ícone de folha de árvore Associe-se a SOS Amazônia

O seu apoio é fundamental para continuarmos a trabalhar pelo futuro da nossa floresta, rios, animais e da humanidade.
Afilie-se agora!

Ícone de folha de árvore Faça parte da equipe SOS Amazônia

Tem interesse em trabalhar na SOS Amazônia?
Nos envie seu currículo e faça parte da nossa base exclusiva de currículos


Ícone de folha de árvore Seja Parceiro SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato