Contratos de crédito são entregues ao Incra pela SOS Amazônia

Ícone de relógio fev 25, 2016

Isso significa a viabilização de projetos produtivos e de extrativismo, com o objetivo de promover a segurança alimentar e nutricional, além de estimular a geração de trabalho e renda, em consonância com a conservação ambiental.

 

A SOS Amazônia entregou na manhã da última segunda-feira, 22, na sede regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – Incra, 550 contratos (divididos em 275 para o Fomento Produtivo e 275 para o Fomento Mulher), referentes ao crédito instalação implementado na Reserva Extrativista Alto Juruá, localizada no município de Marechal Thaumaturgo, onde a SOS Amazônia realiza projeto de Assessoria Técnica, Social e Ambiental – ATES, em parceria com o Incra.

Moisés Barros de Medeiros, analista de reforma agrária do Incra, falou dos próximos passos após a entrega desses contratos pela SOS Amazônia. “Os contratos agora vão ser inseridos no cadastro do Sistema Nacional de Cobrança e Novos Créditos Instalação – SNCCI, em Brasília, analisados e posteriormente aprovados seguem para o Banco do Brasil, instituição responsável por disponibilizar os recursos. Acreditamos que o prazo para esse procedimento seja de 45 a 60 dias, a partir da entrega dos contratos pelas prestadoras, para o crédito ser liberado”, disse.

De acordo com Adair Duarte, coordenador do projeto de ATES/SOS Amazônia, O fomento produtivo garante o fortalecimento das atividades desenvolvidas na Unidade Produtiva Familiar, com a aquisição de insumos, equipamentos e apoio ao transporte, os quais podemos citar, construção e reforma de infraestrutura, aquisição de  equipamentos para a produção de farinha, derivados de cana de açúcar, aquisição de roçadeiras para trabalhar nas áreas recuperadas com o uso de leguminosas (roçados sustentáveis), extração do óleo de copaíba, aquisição de canoa e motor para o transporte da produção, sementes, sacolinhas para produção de mudas de espécies frutíferas e florestais.

No caso do Fomento Mulher destacam-se os investimentos em aquisição de equipamentos para o beneficiamento do açaí, infraestrutura destinada à produção de hortaliças, aquisição de máquinas de costuras, artesanatos entre outros, de acordo com a demanda da família.

O ATES é uma parceria entre a SOS Amazônia e o Incra, que visa melhorar a qualidade de vida das famílias que vivem na Resex Alto Juruá, com foco na conservação dos recursos naturais, envolvendo três eixos fundamentais: organização social; fomento do extrativismo e produção sustentável e comercialização.

Por Marcio Souza.

Notícia relacionada:

Extrativistas e produtores da Resex Alto Juruá vão ser beneficiados com crédito produtivo

Próximos posts

Ícone de folha de árvore Seja Voluntário SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato

Ícone de folha de árvore Associe-se a SOS Amazônia

O seu apoio é fundamental para continuarmos a trabalhar pelo futuro da nossa floresta, rios, animais e da humanidade.
Afilie-se agora!

Ícone de folha de árvore Faça parte da equipe SOS Amazônia

Tem interesse em trabalhar na SOS Amazônia?
Nos envie seu currículo e faça parte da nossa base exclusiva de currículos


Ícone de folha de árvore Seja Parceiro SOS Amazônia

Tem sede de ajudar a mudar o mundo a sua volta?
Seja um voluntário SOS Amazônia, inscreva-se e em breve entraremos em contato